Resenha: O Resgate do Tigre

Boa tarde. Como eu disse na resenha passada, eu tinha um monte de resenha para escrever, então resolvi fazer uma a menos agora. *—* E não é por nada, mas eu amo essa série.

O Resgate do Tigre é o segundo livro da série A Saga do Tigre escrita pela Colleen Houck que tem como personagens principais a Kelsey, o Ren (meu amorzinho) e o Kishan. A história se passa basicamente na Índia. O enredo gira em torno de uma maldição e vou parando aqui se não acabo falando demais. O primeiro livro da série se chama A Maldição do Tigre e você pode conferir a resenha clicando aqui.

Informações:
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580410617
Ano: 2012
Páginas: 432
Tradutor: Raquel Zampil

Sinopse: Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

 

Depois de ter encontrado um dos objetivos da viagem a índia e ter quebrado parte da maldição dando 6 horas de forma humana para Ren e Kishan, Kelsey volta para seu país onde trava a luta de estudar na faculdade e tentar esquecer seu amor. Tudo que ela quer é ter uma vida normal. Mas quem teria depois de uma grande aventura como aquela com que tinha passado?

Ela bem que tenta esquecer Ren e sua beleza com outros caras, mas em um dia chega a pessoa que ela não esperaria ver ali.

“Girei a maçaneta e abri a porta.
Parado na entrada da casa estava o homem mais lindo do Planeta. Meu coração parou e em seguida disparou num galope trovejante dentro do meu peito. Olhos azul-cobalto ansiosos exploraram cada detalhe do meu rosto. Rugas de tensão desapareceram de sua expressão e ele respirou fundo, como um homem que tivesse estado debaixo d’água por muito tempo.
Satisfeito, o anjo guerreiro sorriu suava e docemente e estendeu a mão vacilante para tocar o meu rosto. Senti o elo que nos unia fechar, os dedos em torno do meu coração e apertar, aproximando-nos. Envolvendo-me com os braços, hesitante a princípio, ele encostou a testa na minha e esmagou meu corpo de encontro ao seu. Então me embalou para a frente e para trás e acariciou delicadamente meu cabelo, suspirando, ele sussurrou uma única palavra:
– Kelsey.”

Quem será que era? Oh! Nosso querido Ren. E é a partir dessa parte do livro que o leitor fica encantado.

Quando Ren chega nos EUA, os sentimentos que Kelsey tentou esquecer voltam com toda a força. Claro que a felicidade não vem fácil e para os dois ficarem juntos tiveram que passar por certas lutas (literalmente). Porém nem tudo na vida são flores. Não vou contar o que aconteceu com o Ren, deixo para a imaginação e pra ficar uma pontada de curiosidade.

Com todas as reviravoltas Kelsey volta para a índia com o objetivo de quebrar outra parte da maldição só que dessa vez seu acompanhante é nosso querido Kishan.

Pra quem leu o primeiro livro e não gostou do jeitinho abusado do Kishan, nesse livro o leitor se apaixona por ele. As aventuras que os dois passam nunca ficam tediosas, pois o Kishan tem um senso de humor ótimo (além de ser um fofo). E do mesmo jeito que o Maldição do Tigre tem grandes aventuras, esse também tem.

O que dizer do final? Bom, foi angustiante. Não que ele seja chato e tudo mais, só não imaginei que seria daquele jeito, o que resultou uma certa tristeza dentro de mim. Mas nada que faça com que eu ame menos a série. Continua sendo uma das minhas preferidas. E pra acabar deixo aqui um trecho que fiquei um pouco espantada, mas ao mesmo tempo apaixonada:

“Sou um homem extremamente paciente. Fui treinado à exaustão a esperar o inimigo. Minha vida como tigre me ensinou que a persistência e a diligência sempre valem a pena. Considere-se advertida, priyatama. Eu estou numa caçada. Já farejei seu cheiro e nada vai me deter.”

 

Agora adivinhem quem falou isso? Ok quetei. E não se esqueçam de participarem da promoção do livro A Cidade do Sol. Beijos e espero que tenham gostado. Até mais.

3 pensamentos sobre “Resenha: O Resgate do Tigre

  1. Então Mary, eu pulei toda a sua resenha :s Ainda não li o primeiro livro, e pode ser que um dia me dê vontade de ler 😀
    Mas eu amo as capas dessa trilogia *-* São lindas de morrer!

    Beijos
    Geê – almaleitora.blogspot.com

    • Oii Geê. Espero que um dia você tenha bontade de lê-lo porque a história é ótima. E sim, as capas são fantásticas. Sem querer ser chata, mas não é uma trilogia e sim uma série com 5 livros, apesar de ter sido lançado apenas 2 aqui no Brasil.

      :* Obrigada por comentar.

  2. Então, eu li várias críticas e resenhas de A Maldição do Tigre e acabei me interessando pela história, tanto é que entrou pra lista de livros que pretendo ler. Devo admitir que o fato de Kelsey apaixonar-se tanto pelo tigre quanto pelo homem me deixou bastante curiosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s