E você, gostaria de ter alguém para amar? Resenha de “Alguém para amar” de Judith McNaught

Guys Guys Guys *o*

Como estão?

Eu to ótima e minha vida social melhor ainda (só que não). Sexta feira a noite,eu sem nada pra fazer *mentira* resolvi começar a resenhar os livros que eu li. Ao som de Clair de Lune vamos falar do livro “ Alguém para amar” da autora ~~ minha recente diva~~ Judith McNaught

Em “Alguém para amar”, Judith McNaught descreve com impressionante vigor e emoção o romance entre uma condessa, Elizabeth Cameron, e um homem de origem misteriosa, Ian ThortonElizabeth foi criada longe dos salões londrinos e não sabia que ligações afetivas e financeiras freqüentemente se entrelaçam em sutis arranjos de interesses. Era ingênua demais para suspeitar do comportamento de Ian, um homem atraente e perigosamente hábil nos jogos sociais.
Mas dessa união nasce um amor permeado de intrigas, escândalos e irrefreável sensualidade.

Bem, o livro e a autora foram indicados por uma amiga (Déia,um beijo!) que me passou eles em pdf e eu devorei pelo celular. Pra vocês terem uma idéia de como o livro é bom!

A história acontece na antiga Londres com todos seus duques,condessas,lordes e isso trás um charme irresistível pro livro.

Elizabeth Cameron é uma jovem doce e inocente que perdeu os pais quando era muito jovem, ganhando assim o título de Duquesa e ficando sobre a supervisão de seu meio-irmão Robert. Afundados em dívidas,Robert decide que a melhor maneira de saírem da pior é casando Elizabeth com um homem rico. E assim Elizabeth vai pra Londres passar a temporada e ser apresentada à sociedade. Em menos de 1 mês ela recebe 14 propostas de casamento e isso instiga a inveja das outras moças ,suas “amigas”.  Movidas pela inveja do sucesso de Elizabeth, um grupo de jovens apresentam ela a Ian Thorton e é ai que a história começa a ficar boa.

Ian Thorton é apenas um senhor,sem qualquer outro título na corte, e isso nunca foi motivo para que ele se sentisse incomodado. Com sua beleza,seus traços marcantes e sua força bruta ele impressiona a qualquer pessoa que quiser ~~inclusive a mim.~~. E depois de apresentado a Elizabeth  os dois se apaixonam e a história começa a se desenrolar. No final de semana que eles se conhecem a reputação de Elizabeth e totalmente arruinada e ela se vê obrigada a sair de Londres,mesmo depois de Ian a propor o casamento, e se “esconder “ em casa.

Dois anos depois do acontecido, e dois anos depois de seu irmão ter desaparecido e de Elizabeth nunca mais ter ido a Londres o seu tio resolve que ela precisa casar e manda uma carta aos 15 antigos pretendentes de Elizabeth. Dos 15 apenas 3 respondem a carta e acidentalmente (por culpa do secretário) Ian Thorton é um dos que aceitam receber a moça por 1 semana inteira em sua casa para analisar um futuro casamento. A partir daí a história toma rumos bem diferentes dos que vocês estão imaginando.

A história é cativante,evolvente. Tem a doçura de um romance,com um toque de drama e garanto que tem muitos momentos hilários. Eu particularmente, ri muito em certos pontos,soltei muitos “awns” em outros fiquei extremamente indignada em mais alguns.

Encantadora é a palavra que define a história. Os bailes,os vestidos,a corte,Londres, a vivacidade de Ian e a doçura,esperteza e inteligência de Elizabeth deixam a história encantadora.

Recomendo muito. De 0 a 5 o livro recebe 4,6 fácil fácil!

Espero que vocês leiam!

Beijos beijos!

Anúncios

Um pensamento sobre “E você, gostaria de ter alguém para amar? Resenha de “Alguém para amar” de Judith McNaught

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s