Agatha Christie – A Eterna Rainha do Crime

Boa tarde seus lindos e lindas. Tudo bem com vocês?

Fiquei sumida (de novo) por causa da primeira prova que tive na faculdade. E como ela já passou, eu estou de volta \O/.

E esse é o primeiro post de uma nova coluna que eu pensei em fazer aqui para o blog. Vai ser sobre curiosidades de autores, principalmente os autores mais renomados (e antigos).

Nossa primeira autora vai ser a linda da Agatha (que eu sou fã).

Todos vocês, pelo menos uma vez na vida, já ouviu falar dessa autora, certo? Pois bem.

Seu nome completo era Agatha Mary Clarissa Christie, nascida em 15 de setembro de 1890 em Torquay (Inglaterra). Morava com os pais Frederick e Clara e seus irmãos Madge e Monty. Aos cinco anos aprendeu a ler sozinha. Ela fez aula de piano e de canto, mas por causa da sua timidez não seguiu essa carreira (disseram que ela tinha talento). Com a morte de seu pai, aos seus 11 anos, ela e sua mãe começaram a viajar pelo mundo e depois de algum tempo viajando, Agatha conheceu Archie. Os dois se casaram no ano de 1912. Pouco tempo depois uma guerra a fez ser enfermeira voluntária no Hospital da Cruz Vermelha na cidade de Torquay (Inglaterra). Sua carreira de escritora só começou quando sua irmã Madge a desafiou a escrever um romance (agradecemos eternamente a Madge). Em 1916, nasce a sua primeira e única filha, Rosalind. Já que nem tudo na vida são flores, em 1926 sua mãe Clara morre e seu marido a deixa por outra mulher. Após muitos anos, Agatha lançou seu primeiro livro (1920): O Misterioso Caso de Styles.

Depois de um tempo Agatha se casa com Max, um arqueológo. Eles foram casados por 46 anos.  E mesmo depois dos altos e baixos na vida de Agatha, ela teve uma carreira de sucesso e uma vida maravilhosa. Em 12 de janeiro de 1976, ela morre de causas normais. Depois de sua morte foi publicado o livro que ela mesma escreveu sobre sua vida: Agatha Christie – Autobiografia.

 

Essa é a casa de campo (frente e por dentro) em que Agatha viveu de 1939 a 1976, onde a maior parte de seus livros foram escritos. Em seus 56 anos de carreira foram escritos mais de 80 livros, além de peças teatrais e adaptações cinematográficas.

Agatha escreveu um livro de 4.032 páginas, onde possui 12 livros e 20 contos protagonizados por Miss Marple. O “The Complete Miss Marple” foi considerado o maior livro do mundo (aceito ele de presente).

Além de Miss Marple, seus outros personagens famosos foram: Hercule Poirot, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne.  Algumas de suas obras foram adaptadas para o cinema e dentre as mais famosas estariam: O Caso dos Dez Negrinhos e Assassinato no Expresso do Oriente.

Curiosidades:
• O Misterioso Caso de Styles foi rejeitado por seis editoras.
• Única escritora policial que ganhou respeito e fama para seus personagens: Hercule Poirot e Miss Marple.
• Após sua morte, saiu no The New York Times uma página inteira no obituário sobre Hercule Poirot, tendo uma foto da Agatha.
• Escreveu seis livros com o seu pseudônimo Mary Westmacott. Um desses livros se chama O Retrato que conta a história de uma mulher que pensa em suicídio depois que foi abandonada pelo marido.
• Durou 15 anos para escrever sua autobiografia.
• No livro O Caso dos Dez Negrinhos (que em edições mais recentes se chama E Não Sobrou Nenhum), ela pensou em colocar só 8 personagens, depois pensou em 12 e por fim decidiu em 10.
• Surfou na África e em Honululu, como ela contou na sua biografia.
• Após o divórcio com Archie, Agatha desapareceu e abandonou seu carro em um lago, sem bilhete nem nada. Foi descoberta 11 dias depois em um hotel. Ela se registrou como Theressa Neele (mesmo sobrenome da amante de seu marido).
• Durante a Segunda Guerra Mundial, Agatha ficou com medo de morrer e  escreveu Cai o Pano (seu último livro a ser escrito) e Um Crime Adormecido. Ela “matou” Hercule Poirot e Miss Marple, pois ela tinha receio deles serem usados. Os dois livros foram guardados em um cofre de banco por vários anos antes de serem publicados.
• Os livros preferidos da Agatha, para ela mesma, eram A Casa Torta (1949) e Punição para a Inocência (1957).
• As coisas que mais a empolgaram na vida foram ter seu próprio carro e jantar com a Rainha da Inglaterra no Buckingham Palace.
• Participava do Clube de Investigação, que era um clube de escritores de romance policial.

Bem, se for pra falar sobre todos os livros da Agatha levaríamos uns 10 posts, mas só por esse já dá para perceber o quanto ela teve talento e o quanto os seus livros são bons. Se você ainda não leu nenhum livro dela, por favor se apresse. É impossível não gostar deles.

Espero que vocês tenham gostado. Se vocês quiserem me mandar nome de autores que querem que eu faça um post sobre eles, é só comentarem aqui (semana que vem tem outra dose desse \o/). Beijos e uma ótima semana.

7 pensamentos sobre “Agatha Christie – A Eterna Rainha do Crime

  1. O Misterioso Caso de Styles foi o primeiro livro que li desta, que com certeza é a rainha do mistério! O Assassinato no Expresso do Oriente me surpreendeu pelo desfecho sensacional! Muito bom falaram sobre ela aqui! Sugiro que façam o mesmo com o pai de Sherlock Holmes, o sensacional Sir Arthur Conan Doyle.

    • Com certeza ela é sensacional, e os livros dela mais ainda. Já tinha pensado no Sir Arthur Conan Dayle. Ele também não pode faltar. Vou postar em breve sobre ele. Obrigada pela sugestão.

  2. Pingback: Edgar Allan Poe | Desventuras em Books

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s