[Resenha] Sangue Quente – Isaac Marion

Título: Sangue Quente
Autora: Isaac Marion
Editora: Leya Brasil
Número de Páginas: 256
Ano de Lançamento: 2011

O mundo mudou para pior. Ele foi preenchido por zumbis e viver se tornou perigoso.
Na história temos um zumbi em particular chamado R. É claro que esse não era seu nome, mas é tudo que ele se lembra. Ele é bem diferente dos demais zumbis, ele pensa e fala mesmo que seja só algumas sílabas. R mora em um aeroporto junto com outros zumbis.

Quando eles ficam com fome, formam um grupo e vão até a cidade procurar alimento e em certa ocasião R sai com um desses grupos. Com um tempo eles acham alguns humanos e entre esse grupo de humanos está Julie.

Julie mora em um enorme estádio de futebol, onde os sobreviventes ficam e tentam continuar a viver. Ela namora um cara chamado Perry que em um dia é chamado para uma excursão a procura de suprimentos e Julie também vai junto. É nessa excursão que eles se deparam com o grupo de R.
E é nesse encontro que R se “apaixona” por Julie e tenta protegê-la dos outros zumbis levando para o aeroporto. Lá ela conhece realmente R e junto com ele descobrem coisas que nunca poderiam imaginar ser possível.

O livro e a escrita são bem simples o que ajudou para uma rápida e prazerosa leitura. Sabe aquelas leituras de fim de tarde, que você quer apenas relaxar? Eu achei a história muito boa para essas situações. Eu gostei bastante do autor ter colocado o R para narrar a história e não ter sido em terceira pessoa. Isso ajudou um pouco na leitura, até para entender certas situações. E o livro se torna engraçado porque o R é muito (muito mesmo) irônico com a própria situação. Além dele, também amei conhecer a Julie, o Perry e o restante dos personagens.

Eu não sei se foi a intenção do autor, mas o livro mostra algumas lições para o leitor. Por exemplo, ele diz na história que a culpa do mundo ter virado aquilo foi dos humanos e de seus atos. Achei interessante também quando o autor abordou que todo mundo pode mudar para melhor quando se conhece pessoas melhores. Enfim, foi uma leitura que recomendo muito. E, além disso, tem o filme que achei bem fiel ao livro. Só mudou algumas coisas, mas isso é de lei em qualquer adaptação.

Estou morto, mas isso não é tão ruim. Aprendi a conviver com isso. Desculpe não me apresentar da forma correta, mas não tenho mais um nome. Dificilmente algum de nós tem um. (…) O meu talvez começasse com R, mas isso é tudo que sei. E engraçado porque quando eu era vivo, sempre me esquecia do nome das outras pessoas. Meu amigo M diz que a ironia de ser um zumbi é que tudo é engraçado, mas você não consegue rir, pois seus lábios apodreceram.

6 pensamentos sobre “[Resenha] Sangue Quente – Isaac Marion

  1. Oi Mari, Já tinha ouvido falar sobre o livro e não gostei do tema, achei meio clichê, meio Crepúsculo, se é que você me entende…
    Também vi o trailer e gostei menos ainda.
    Mas sua resenha me deu vontade de ler! Talvez eu coloque meu preconceito de lado sobre esse livro e dê uma oportunidade a ele!

  2. Nossa, mas é bom demais esse livro! Sou fã de carteirinha. E amei essa parte que o autor dizia que a culpa era dos nossos atos, faz pensar. É como se ele dissesse que o mundo vai virar um antro de zumbis, porque nossos sentimentos são só para nós mesmos. Quando li fiquei pensando nisso, aquela coisa de refletir o quão podre nós estamos ficando a cada dia, o quanto estamos deixando de valorizar e amar. Pode ser loucura, mas pensei isso quando acabei o livro.

  3. Pingback: Resumo do Mês – Maio | Desventuras em Books

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s